sexta-feira, 7 de junho de 2013

Menina, me deixa...


Me deixa cuidar de ti como se fosse minha vida, te abraçar, te proteger, te apertar e não soltar mais. Me deixa te puxar pro meu colo mesmo quando você estiver nervosa comigo, e te beijar a bochecha com um tremendo barulho só pra te roubar um sorriso. Me deixa te ganhar todo dia mesmo sem te perder, e cair no teu canto enquanto te vejo com aquele biquinho que você só faz quando quer algo e eu me mantenho -por um pequeno tempo- relutante. Me deixa levar você pra tomar um sorvete ali na esquina, te lambuzar só pra te ver sorrir, e me apaixonar de novo, e de novo, e de novo... Me deixa deitar do teu lado na cama com aquele sorriso solto, deslizando a mão em teu rosto enquanto você me olha tentando se esconder atrás do travesseiro. É, me deixa ser boba todos os dias ao teu lado e te abraçar sempre que a saudade bater. Me deixa te atacar em um segundo com um milhão de beijos, te deixando com aquele sorriso lindo no rosto do jeito que só combina em você. Me deixa segurar tuas mãos enquanto ficamos ali deitadas em silêncio, trocando carinho e em sintonia com a nossa partilha. Me deixa beijar teu pescoço, só preu te ver esquivar, sorrir e tentar me beijar em seguida como sempre faz. Me deixa estar ao teu lado enquanto faz qualquer coisa, só pra somar o meu tempo com o teu, tirar algumas fotos para montarmos um álbum, e guardar para futuramente contarmos por ai quão louca é a nossa história. Me deixa te atormentar o dia todo pelo APP e morrer de rir a cada frase que trocarmos, vai, me deixa te levar lá pra casa, lá pra praça, lá pra... qualquer lugar, só para podermos brincar de dar formas as nuvens, jogar conversa fora, e trocar alguns tapinhas. Me deixa cozinhar pra você, eu juro que aprendo a fazer o tal do "bicho de pé", e faço desta, uma das minhas grandes especialidades culinárias. Por favor, amor, deixa? Deixa eu te colocar contra a parede, pressionar o meu corpo contra o teu e te falar baixinho olhando nos teus olhos o quanto eu te amo, o quanto eu te quero, o quanto estar com você me faz bem, até você suspirar, até estremecer o teu corpo, até você se derreter por mim... Vem cá, se entrega, se joga em meus braços e me deixa te segurar, só assim poderei te provar que eu nunca te deixarei sozinha, assim como nunca te deixei. Me deixa te irritar um pouquinho com os meus papos de "lances", eu até deixo você me provocar "com os teus" e despertar uma gotinha de ciúmes em mim. Vem, mergulha comigo, eu juro que não deixarei você se afogar. Já ouviu aquela frase "vai dar tudo certo depois que tudo der errado" então, agora é a hora, a nossa hora, já ficamos muito tempo longe uma da outra, e olhe para nós, olhe para nossa história, olha quanto tempo passou e nossos caminhos novamente se encontraram, se é que eles deixaram de ser o mesmo algum dia. Vem sem medo, vamos nos encontrar sem nos importar com o que vão dizer, sem nos importar com os olhares dos outros, vamos ser felizes e dessa vez sem final. Eu prometo! Quanto tempo faz que esperamos por isso, quantas vezes eu declamei meu amor como uma mera amiga, você hoje é muito mais que amiga, todos sabem disso, basta me ver ao teu lado, basta ver como meus olhos brilham quando falo de ti. Eu não preciso mais camuflar esse sentimento, você não precisa se esconder dele nem de ninguém, eu me entrego, me ofereço para ti por inteira, e eu sei, meu amor, que você também consegue. Eu não tenho pressa, não quero atropelar nossos passos, mas eu te quero só pra mim. E SÓ PRA MIM, rs! Então, me deixa ser tua menina?!


- N2, meu diário se chama você

Nenhum comentário: