quarta-feira, 20 de março de 2013

Pairar



Meus olhos,
mal posso mantê-los descerrados,
assim,
tão longe de ti.

Minhas mãos,
perduram ao vento
buscando atinar com as mãos que
me levantavam cada vez que eu caia.


Meus dedos,
não filam mais os teus
que se ensamblavam tão bem nos meus.
Há uma enorme distancia entre nós
E eu daria tudo para senti-la aqui,
repousando em meus braços
ao lado das asas que já não possuo.


Meu sorriso,
naufragou no oceano dos teus olhos,
Eu recuei, eu me perdi.
Sinto frio sem o toque abrasador das mãos
que me acalentavam,
Meu anjo!
Mesmo tão perto de ti,
sinto-a tão longe
A quilômetros de distancia de mim.


Minhas asas
foram erradicadas de meu corpo
quando designei o teu amor,
Mas agora estou sem asas,
E o que é desmedidamente pior,
sem você.
Eu não posso voar para lugar algum

Eu não posso pairar perto de ti.
Meu coração se fragmentou ao tocar o solo
Eu apenas tento prosseguir
Mas não consigo se não for contigo
Meu coração se quebrou ao ver o seu entregue a outrem.
Meu amor caído ao chão sem asas não conseguiu mais voar.

2 comentários:

Natália Lorena disse...

Liiiindo ;)

Felicidade Clandestina. disse...

Meu Deus, que coisa mais linda!