sábado, 19 de fevereiro de 2011

Pagina 1

Só há uma coisa no qual me importo muito, essa mesma coisa é a causa da minha existência. Só há uma coisa que eu odeie muito, e essa coisa faz parte da minha existência.
Coloco uma meia e um tênis, outra meia e outro tênis, odeio café, mas tomo-o com leite pela manhã. Não sei até hoje qual é a cor da minha pele e pouco me importo, minha  pele é sensível ao sol, algumas coisas que deveriam ser olvidas não esqueci, mas... Algumas pessoas que não deveriam ser já nem me recordo. Outras não. Paixões, amores, descasos e casos sim, já vivi. Eu vivo, eu sinto, eu vejo, eu ouço, eu toco, eu danço, me movimento, quase não perco tempo chorando e você?
Minhas escolhas são simplesmente elegidas entre SIM e NÃO, É ou NÃO É, não há meio termo. Minhas palavras são mesmo confusas e indistintas, acintosamente quando preciso suprir a vontade de falar e não quero que compreendam o que digo, gosto exageradamente de ver pessoas sem me entenderem e com uma interrogação excedendo os traços de sua face, adoro o gelo quando me perguntam sobre o que estou falando, adoro também banho frio e me olhar no espelho enquanto me banho, mas nesse ponto distraíam-se isso não significa nada.
Eu não tenho laços familiares, mas isso não faz com que eu os ame menos, OK.
Meus amigos realmente são peças fundamentais no quebra cabeça da minha vida, e são cada um em seu tempo essenciais e eternos, mas como disse cada um em seu espaço de tempo, tempo esse que se perde com o tempo. Isso vocês entenderão.
Em minha pele há marcas, cicatrizes e muito aprendizado, tenho alergia à picadas de formiga, sensibilidade ao sol e assombro extremo de barata.
Meu rosto é harmonioso -ouvi isso várias vezes- mas percebo carquilhas na face, efeito de tanto sorrir. Tenho muitos anos de espírito, mas somente 21 de matéria e a soma de tudo... Não sei, não sei de muita coisa que eu sei que existe.  Eu sei de muita coisa a meu respeito.
Tenho dezenas de segredos para comigo, e ninguém descobrirá quais são.  Ando tão normal quanto o estranho, ando mais estranha que o normal. Não quero que me compreenda, apenas leia. Meu celular se enfastia de mim com certeza, e eu não me canso de sonhar.
Algumas alegrias não me deixam tão feliz, e eu não tenho culpa ,o que tenho é.. Segredo meu. Meu pai me irrita com a maior freqüência do mundo, nesse momento percebo que amo aquele homem mais que o mundo. Sim eu também me aborreço, e algumas pessoas  esquecem que tenho esse sentir, quando estou furiosa faço jus a palavra e lamento por aqueles que provaram, provam e provarão dessa fúria, não faço tempestade em copo d’água, o copo d’água nem poderia causar uma. O resumo disso tudo é vida para comigo, ideais, existência e vida aos demais.




terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Eu gosto de maçã

Ela também. 

Eu gosto de raspar o cabelo, ela odeia que eu raspe.

Já havia esquecido que ninguém precisa gostar de TUDO. Quem me conhece sabe de todas as minhas crenças e convicções, conhece ainda a força com que elas agem em mim, hoje após uma prévia conclusão tendo como base uma controvérsia de outrora descobri que: Cara metade não existe. Fato. A verdade é que existem pessoas inteiras que se unem, amores inteiros que se fortalecem multiplicando alegrias e dividindo tristezas. Não há metade da laranja nem tampa da panela. Pessoas não são como biscoitos metade chocolate metade morango, pessoas não são como frutas que se dividem, mesmo porque quando isso ocorre com uma fruta se uma parte é devorada e a outra não, a parte que sobrou envelhece, perde o sabor, apodrece e adeus. O mesmo ocorreria conosco humanos se fossemos apenas uma metade de um inteiro, se por algum motivo e azar a outra parte partisse iríamos padecer, estragar e morrer. O que quero dizer na verdade é que, se fossem esses ditos verídicos, ao vermos a cara metade partir nunca mais seriamos um inteiro e passaríamos toda a vida em martírio, quebrados e melindrados, já que encontrar uma outra metade com o mesmo corte e/ou encaixe é impossível, pelo menos no caso das frutas. Falando do ciúmes, esse nunca foi o meu forte, sempre achei ridículo e desnecessário, hoje compreendo o porquê e de onde nasce: do medo, porém, ainda  defendo minha convicção que -mesmo me contrariando as vezes-  cada um merece ter seu espaço, suas predileções, seus amigos e o mais importante sua originalidade, em outra palavra individualidade, digo aquela onde se deita a cabeça no travesseiro e passa horas só, só você e Deus..  É, todos nós sem exceção temos hora, hora de ficar juntos e separados, mas lembrem-se que essa é apenas a minha conclusão mesmo não sendo bem recebida. "Franklin my dear, I don't give a damn." haha.

Outro ponto cujo qual não consigo engolir nem em pó –como remédio difícil de digerir- é a infidelidade, ciúmes até certo ponto convenhamos é tolerante, infidelidade não.. Se alguém está com outrem é porque gosta, porque tem afinidades, então meus queridos porque buscar outra pessoa?  Se não está bom é simples, O TÉRMINO É A MELHOR SAIDA.  O problema de quem trai -acredito eu- é psicológico, essas pessoas sentem medo de ficarem só, fugindo do espaço de tempo onde ao final de um término  seria indispensável ficar só -o que é muito melhor-  mas não, logo buscam outra pessoa errando duplicamente.   

 Algumas pessoas me julgam “uma jovem idosa” e esse julgamento me causa certa repulsão -por vezes-, quiçá eu deveria ver a vida como uma pessoa de 21 anos e não como uma senhora de 60 anos que já viveu o bastante, segundo elas. Tudo bem admito, tem vários lados positivos em ser metade jovem e velha, por esse motivo eu prefiro ser um inteiro de metades de mim jovem idosa e amor. Não entendeu? Eu também não.

 

 

Sem mais .

 

ps.

Essa conclusão me ocorreu após algumas horas deitada sozinha dispersa de tudo, somente eu, meus pensamentos e um dizer de Quintana.

 




sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Onde está o amor?


O que está errado com o mundo mamãe?
As pessoas vivendo como se não tivessem mães
Acho que o mundo todo viciou-se no drama.
Apenas atraído a coisas que trazem trauma.

No exterior, sim, a gente tenta parar com o terrorismo
Mas ainda temos terroristas vivendo aqui.
Nos EUA, a grande CIA.
Os Bloods os Crips e os KKK

Mas se você só tem amor pela sua própria raça,
Então só sobra espaço para discriminar.
E discriminar só gera ódio.
E quando você odeia, então, você tende a ficar irado, yeah

Maldade é o que você demonstra.
E é exatamente assim que a raiva funciona e opera.
Cara, você tem que ter amor para endireitar-se.
Tome controle da sua mente, e medite
Deixe sua alma levitar para o amor.

Pessoas matando, pessoas morrendo.
Crianças feridas e você escuta elas chorando.
Você consegue praticar o que você prega
E dar a outra face?

Senhor, Senhor, Senhor nos ajude.
Envie-nos algum guia daí de cima
Por que as pessoas andam me questionando.
Onde está o amor? (amor)

Onde está o amor? (O Amor)
Onde está o amor? (O Amor)
Onde está o amor, o Amor, o Amor?

Simplesmente não é a mesma coisa,
Sempre tem mudança
Os novos dias são estranhos,
Estará o mundo insano?

Se o amor e paz são tão fortes
Porque há partes do amor que não pertencem?
Países jogando bombas.
Gases químicos enchendo os pulmões de crianças pequenas
Com sofrimento contínuo enquanto a juventude morre cedo

Então pergunte a si mesmo,
O amor realmente se foi?
Então eu poderei perguntar pra mim mesmo,
O que realmente está acontecendo de errado?

Nesse mundo que vivemos
Pessoas vivem cedendo
Tomando decisões erradas,
Apenas visando seus dividendos

Sem respeitar um ao outro,
Negando seu irmão.
Uma guerra está acontecendo,
Mas a razão está escondida.

A verdade é mantida em segredo,
Varrida para debaixo do tapete.
Se você não conhece a verdade,
Então não conhece o amor.

Onde está o amor? Todos vocês, vamos lá!
(eu não sei)
Onde está a verdade? Todos vocês, vamos lá
(eu não sei)
Onde está o amor? Todos vocês

Pessoas matando, pessoas morrendo.
Crianças feridas e você escuta elas chorando.
Você consegue praticar o que você prega?
E dar a outra face?

Senhor, Senhor, Senhor nos ajude.
Envie alguma luz dos céus.
Por que as pessoas andam me perguntando.
Onde está o amor? (Amor)

Onde está o amor? (O Amor)
Onde está o amor? (O Amor)
Onde está o amor?
O Amor, O Amor

Eu sinto o peso do mundo nos meus ombros.
Enquanto envelheço, todos vocês, pessoas ficam mais frias.
A maioria de nós só nos preocupamos em ganhar dinheiro.
O egoísmo está nos guiando para a direção errada.

Informações erradas sempre mostradas pela mídia.
Imagens negativas são o critério principal.
Infectando as mentes jovens mais rápido do que bactéria.
As crianças querem agir como elas vêem no cinema.

E aí, o que seja que tenha acontecido com os valores de humanidade
O que seja que tenha acontecido com a justiça na igualdade
Ao invés de espalharmos amor estamos espalhando desânimo
Falta de conhecimento deixando vidas longe de uma unidade.

É por isso que as vezes eu me sinto pra baixo.
É por isso que as vezes eu me sinto pra mal.
Eu não teria por que ficar me sentindo pra baixo.
Tenho que manter minha esperança viva até que o amor seja encontrado
Minha esperança você mesmo

Onde está o amor?
Onde está o amor?
Onde está o amor?
Onde está o amor?

Senhor, Senhor, Senhor nos ajude.
Envie alguma luz dos céus.
Por que as pessoas andam me perguntando.
Onde está o amor?







Onde está o amor? 

Esta onde sem cessar esteve até hoje, dentro de nós, na nossa entrega, esta em cada suspiro, em cada temor de perda. De modo infeliz hoje é difícil ver alguém que consiga exprimi-lo incondicionalmente, precisamos nos dar a liberdade de  conceber, viver, estar e perdurar o amor, o amor é AGORA. 

Pessoas sem escrúpulos nos amarfanham, nos causam medo e é isso que faz com que vejamos o próximo como inimigo, esta é a razão por filho matar mãe, pai abusar de filho, irmão matar irmão...

O mundo precisa da prática da paz e não da teoria.
O mundo precisa viver o amor e não sonhar com ele.
Sejamos prol a continuidade da nossa vida.