quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Amor nos olhos



Minh’alma afligiu enquanto aqueles olhinhos cintilando me olhavam fixamente pedindo socorro. Olhinhos estes que diziam estar sofrendo e em sons plangentes nos pedia misericórdia. Friccionando mansamente sua cabeça em nossos braços ela se sentiu asilada.
Sua afeição rogava por “não me abandone.” Aqueles olhinhos nos silenciou, nos causou angustia,  mas nos  fez sentir e mostrou o verdadeiro amor incondicionalmente a um ser.
Em silêncio a envolvemos em nossos abraços, a dor que ela sentia naquele momento foi aparentemente contida, e pelas caricias em gesto de amor transmitimos segurança, acalmando-a, dizendo apenas com o sentir "NÓS NÃO VAMOS TE ABANDONAR". Ela é tão dependente, única e indispensável que moeda nenhuma remunera a alegria que ela nos proporciona a cada gesto de carinho para conosco.


O que nos falta são palavras e não amor!

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Olá, nós temos um corpo..

Muito embora nascemos convictos de que a cada segundo que passa estamos mais próximos da cessação definitiva dessa vida os homens a teme, e não pelo destino inevitável mas sim a forma como irá ocorrer. 
Falar sobre a morte é algo tão natural quanto falar sobre como fazer café, ao menos para mim, a diferença é que não suporto a ideia do café. 
Quando em meio a um diálogo por alguma razão mencionamos “morte” é notável o pasmo de algumas pessoas, logo pensam na desencarnação mas esquecem que a morte também pode ser de um hábito, de algum desejo que se manteve por anos. Percebesse que morremos e nascemos todos os dias é só prestar atenção no que dizemos ''estou morta de saudade, estou morta de fome, estou morta de cansaço'' e etc. 
Existem também pessoas que estão mortas vivas, essas são aquelas que deixam de viver, de sonhar, de lutar pelos ideais, de acreditar e padecem, vegetam mesmo quando não são dependentes de outrem. 
Mas me diz porque temer? Por que estar morto quando vivo? Acorda meu querido, ainda há um longo porém rápido caminho pela frente. Devemos estar preparados para dizer adeus e partir sim, mas devemos por esse motivo aproveitar a vida, a duração não é inquietante, você consegue entender? 
Particularmente falando, eu, quando tiver meus vários anos olharei para o céu e direi: ZELEI MEU CORPO, cuidei da matéria cujo qual habita minha alma, fui feliz e vivi bem, e que chegue a hora de desencarnar, partirei sorrindo, afinal não morremos de verdade, a partir desse desencarne voltamos ao nosso lugar, ao lar do espírito. Enquanto eu, Natallia, respirar vou me esforçar para nada fazer a contragosto.  Li a algum tempo uma frase que dizia: "NÃO TEMOS UMA ALMA, SOMOS UMA ALMA, O QUE TEMOS É UM CORPO'' e essa é a verdade que poucos reconhecem, por esta razão volto a dizer, cuide bem de si e seja feliz, não perca tempo sendo zumbi, faça o que te faz bem, faça bem e termine o que começa, não menospreze nada mesmo que não lhe agrade o que é necessidade para alguém que tem asco não será para outrem que quer. Quem recebe de bom grado o que lhe é outorgado evita a infelicidade de fazer o que não quer, logo, infelizes são os que se permitem a isso. 
Devemos pensar no 'fim' sem tristeza, afinal ele é o recomeço, temos que aprender a desejar o que as circunstâncias exigem de nós.  Sim, devemos nos preparar mais para a o desencarne do que para a vida, afinal estamos vivendo e é ao encontro da morte carnal que estamos indo. “... Nascer, morrer, renascer e progredir sempre, tal é a Lei”. (Allan Kardec) 
Por que viver em martírio, a vida é sorriso, só se pede uns segundinhos para melhorar um dia com um sorriso, porque se flagelar? Por que insistir em dizer que algo sempre parece lhe faltar, quando o que lhe falta de verdade é vontade de ser feliz? Sou nova, meados de 21 anos rs mas procuro pensar não somente com os órgãos, penso com a alma com o amor. Não são dias, meses, tão menos anos que nos fazem viver bem, tudo depende da alma, você precisa antes de mais nada ter disposição espiritual e se permitir ao amor este que lhe trará felicidade. Eu, não vivi o suficiente e por esse motivo não temo nem espero a morte – ainda-, há muito o que passar, há muito o que viver, por vezes necessito de uma dose extra de adrenalina e sim busco, quando estiver satisfeita com a minha vivência ao longo dos anos, sentarei numa cadeira velha de balanço, com minha caneca de leite ao lado, segurando a mão do meu amor e esperarei a partir dai por ela. 
Quando chegar a hora do meu Adeus direi, com todo e maior prazer afinal irei para o lugar que tanto espero, minha alma estará certa de que viveu o quanto era suficiente, viveu em harmonia corpo e alma. No desfecho estufarei meu peito olharei para o céu e agradecerei por todos os males que passei, todas as guerras que venci, todas as tempestades que não me molhei, estarei em paz comigo, meus pensamentos estarão plenos, estarei tranquila e em calmaria. O mal não se aproximará a partir dai, estarei segura de mim, saberei que fiz o meu melhor.  Minha missão estará cumprida, e estou quase convicta de qual seja aos 21 anos de idade. Estarei pronta pro recomeço, sorrindo, em júbilo, direi até logo aos meus amores e encontrarei os que estarão a minha espera, não prometo não derramar lagrimas, elas cairão sobre mim, encharcaram minha roupa talvez, mas será de muito obrigado a todos por viver e compartilhar o amor.

A vida passa célere, é feita de varias passagens, ela não para, exceto .. A história até pode cair em esquecimento MAS NUNCA MORRERÁ. O fim é o recomeço, é a volta para casa, não tema, não sofra, VIVA enquanto há tempo 


sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Elas sempre foram individuais e hoje...

Continuam. Agora até as palavras lhe faltam, aquele outrem as tomou como água, tirou de sua boca sem tocá-las, para fora lançou ao vento e não foi em vão, expressam as vezes algo sem sentido para o mundo mas para ela não... Que sentido a vida leva? Como um caminho intransitável, uma história escrita em tortas linhas, um dia tiveram a possibilidade de viver uma história emoldurada por sentimentos recíprocos... Adulta, ela já viveu “sim e não”, e aceitou as diversas restrições que a vida impôs, várias... O amor já a fez chorar, ela rega amor, ela prega amor, somente ama, já perdeu o chão mas também bailou sozinha extremamente feliz sem música, amores ela já viveu dos errados e incertos aprendizado, historias ela tem para contar, a vida ainda a presenteia, ela viveu, ela vive. Já esteve perdida e ninguém nunca a encontraria caso ela não resolvesse se encontrar, ela é complicada e imprudente mas isso ela nunca omitiu, você consegue ouvir a chuva tocando o telhado? -O quarto esta frio apenas minhas pernas estão quentes e eu nem sei porque- A vida passa escassa mas ela deu vários passos iniciais, venceu barreiras com os pés sangrando, ela vive, trocou caricias, beijos, tocou alguém e não foi recíproco. Como lhe tocaram interiormente sem nenhuma intenção e não houve resposta. Palavras doces a fizeram feliz, palavras amargas a fizeram renascer, das vezes que esteve no poço e sozinha escalou até o topo sem nenhum grito de socorro, das vezes que esteve no chão e nenhuma mão a levantou ela fechou os olhos buscou força dentro de si e quando abriu os olhos lá estava ela em pé, das vezes que trancada em seu quarto saiu de si para fora do mundo desejou muitas vezes não voltar. Ela esta aqui falando nas entrelinhas, você a percebe? De olhos fechados ela também sente medo, ela não é uma muralha, ela não é intocável, ela tem medo quando se aproxima, ela tem medo quando a toca, ela tem medo do seu tom de voz e do jeito de falar, ela se afasta, afasta sua alma para um outro mundo, ela tem medo de ficar A SÓS. Ela sente medo de se entregar, sente medo de não ser... Medo do que o calor das suas mãos e do que esse calor causará, houve e há tempos, tudo o que estava tolhido retornou e ela? Ela diz coisas que não sente para que se afaste! O medo é não ser como se imagina por ambas as partes, e então o que fariam? Existem grilhões que as prendem e mesmo que digam adeus continuarão exatamente onde estão como se o tempo pausasse mesmo que saíssem do lugar. 
 



Elas nunca estiveram juntas e sempre se encontraram nos desencontros.
O que havia sobrado era muito&pouco e dissipou com o vento.
Com a ajuda de uma delas.





quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Incontestável verdade,

E mesmo que me declarasse um milhão de vezes não seria suficiente, respostas além do amor para dizer o que existe entre nós não existem, não há nenhuma convincente senão esta: amor e destino. Tudo aconteceu de um aspecto fora do comum, como você mesma disse "não acreditava que fosse durar" é meu anjo os sentimentos foram fluindo, fundindo, criando raízes, nos fazendo felizes e dissipando todo o mal, isso é tudo que sei. Nos reencontramos, nos envolvemos, seus olhos me apaziguavam em cada olhar que com os meus cruzavam, aprendemos e crescemos juntas, encontramos morada e nos confortamos uma na outra, nossos braços que dista um do outro que esperava disfarçadamente por alguém que pudesse preencher o vazio nos enganava ao dizer que estava apenas buscando algo do mundo, quando o que queria era o conforto de outros braços... Nossos sentimentos tinham gosto de chimarrão, nossas palavras eram contraditórias a nós individualmente, havia desilusões, mas tudo foi deixado a beira do mar da entrega quando nos reencontramos... lá se foi... Tudo foi passando e nossas almas que eram destituídas passaram a ser preenchidas por amor. Você me trouxe o amor, e a entrega então foi inevitável fazendo com que ocorresse de modo genuíno para você e para mim que passamos a ser nós, igualmente. Confidentes, amigas, amantes passamos a ser e aqueles nossos braços que eram tão distantes um do outro se apanharam firmemente sem que percebêssemos e deram forma em abraços acolhedores e ternos, firmando laços além do inexplicável, além da própria vida, nos trouxe sensações desconhecidas e por vezes estranhas que nos sobressaltavam e nos deixavam desconcertadas, para nossa surpresa foi assim que o amor aconteceu, foi tudo amor desde o principio, quando percebemos nossos sonhos voltaram intensos, e neles... Tudo havia mudado, hoje temos uma visão completamente diferente a tudo que éramos crentes. Nos encontramos perdidamente ‘apaixonadas’ sem saber como agir, e tanto você quanto eu num primeiro momento pensamos em fugir, mas nossos braços em vida própria não deixaram... rs. Tudo parecendo tão complicado, porém, intensamente maravilhoso. Parecíamos ainda: Eu para você a pessoa errada. Você para mim o mesmo. Mas, o que não sabíamos era que AQUELE era O MOMENTO e como diz Luiz Fernando Veríssimo "A pessoa errada, é na verdade, aquilo que a gente chama de pessoa certa... " É essa pessoa que buscamos e/ou esperamos a cada novo minuto mesmo que inconscientemente.


- Pensando bem em tudo o que a gente vê, vivencia, ouve e pensa... Não existe uma pessoa certa pra gente. Existe uma pessoa que se você for parar pra pensar é, na verdade, a pessoa errada. Porque a pessoa certa faz tudo certinho, chega na hora certa, fala as coisas certas, faz as coisas certas. Mas nem sempre a gente tá precisando das coisas certas. Aí é a hora de procurar a pessoa errada. A pessoa errada te faz perder a cabeça, fazer loucuras, perder a hora, morrer de amor. A pessoa errada vai ficar alguns dias sem te procurar que é pra na hora que vocês se encontrarem, a entrega ser muito mais verdadeira. A pessoa errada é, na verdade, aquilo que a gente chama de pessoa certa, essa pessoa vai te fazer chorar, mas uma hora depois vai estar enxugando suas lágrimas, essa pessoa vai tirar seu sono, mas vai te dar em troca uma noite de amor inesquecível, essa pessoa talvez te magoe e depois te enche de mimos fazendo vocês esquecerem o que passou, essa pessoa pode não estar 100% do tempo ao seu lado, mas vai estar 100% dentro do seu coração e também vai estar o tempo todo pensando em você. Todo mundo um dia tem que ter uma pessoa errada porque a vida não é certa. Nada aqui é certo. O que é certo mesmo, é que temos que viver cada momento, cada segundo, amando, sorrindo, chorando, emocionando, pensando, agindo,querendo,conseguindo e só assim é possível chegar àquele momento do dia em que a gente diz: "Graças à Deus deu tudo certo" quando na verdade tudo o que ele quer é que a gente encontre a pessoa errada pra que as coisas comecem realmente a funcionar direito pra gente...


Já não sei dizer se nos encontramos ou reencontramos de qualquer modo isso não altera o fato de eu, Natallia, te amar tanto, Paula. Tudo o que desejo é você ao meu lado até não mais existir vida nesse corpo animado que habito, o que desejo é - tudo o que lhe escrevi a manuscrito naquelas tantas paginas - o que já não é segredo, é compreensão, fidelidade, e a continuidade eterna desse nosso amor. Desejo ainda aprendizado em cada momento que compartilharmos nesta vida terrena, neste plano e em outras e outros porque sei que vou lhe encontrar. É amor, essa é mais uma obra do destino – aquele a quem acredito e confio - e ele nos preparou especialmente para esse ato na peça da vida, nos envolveu e quis nos ver juntas de novo, ele tem sido muito generoso proporcionando sentimentos tão maravilhosos esses que não imaginávamos um dia poder sentir até os mais fortes, aqueles que por vezes insiste em nos desequilibrar totalmente e sou inteiramente grata por esses sentimentos invisíveis ao coração dos homens comuns, invisíveis a quem não conhece a dádiva que é amar, a quem não sabe o que é AMAR INTEIRA e VERDADEIRAMENTE.
Hoje, sou amor, sou nós e devo tudo a você também. Como disse ontem, seria impossível descobrir essa forma de amar sozinha, impossível se não tivesse você pra ser DUAS em um. Eu te amo e esse é o resumo de cada sentir que ouso ao teu lado.






Nossa música não tem fim, leva toda essa, nessa vida.
Independente de idioma e local... Eu vou te amar 

sábado, 1 de janeiro de 2011

FELIZ NUMERO NOVO!

É meus caros, mais um ano se passou e cá estamos nós. Já vi zilhares de pessoas com aquele clichê no qual eu juro que quero acreditar. Ano novo, VIDA NOVA! Esse ano como todos os outros foi importante, porém, teve uma essência especial. Esse ano será guardado como uma vida, porque é assim que  vejo, eu renasci. Olharei com esses olhos invisíveis cujo qual posso tudo ver, e sentirei orgulho, vou inclusive rir sem ter exatamente um porque eu sei, mas garanto que será divertido. Ano das amizades, de paixões, de LOUCURAS,  realizações de coisas impossíveis e estou viva, de obstáculos e de muitas provações. Vivemos, vivi cada momento como se fosse único encontrando todos os dias motivos para sorrir mesmo em meio a tempestade, logo, essa foi e continuara sendo  minha filosofia, SER FELIZ. A vida foi dura comigo esse ano, enfrentei muitas tempestades, mas agora já posso ver o arco Iris nascer no céu azul, refletindo na límpida água da vida. Fui forte por mim, sou forte por VOCÊS, o aro amassou, o quadro entortou, a comida queimou, o tênis molhou na chuva, e eu? CONTINUEI SORRINDO. A vida é alegria, é dádiva, é um milagre essa chance que me foi proporcionada e porque deixá-la passar em vão? Não há razões para me martirizar, não há motivos para me chatear durante todo um dia EXCETO na.. 2010 foi um ano carregado de coisas e momentos bons, mas também de momentos dificeis onde tive que ser muito forte, o que me confortou foi NUNCA estar sozinha. Me moldurei e fiz algumas molduras, vivi e direcionei alguns ao mesmo caminho, AMEI E FUI AMADA, AMO E SOU AMADA,  aprendi e instrui. É esse ano realmente foi de aprendizado, estive em relacionamentos que não eram meus, estive no lugar de quem não deveria só para vê-la sorrir, segurei firme a prancha e enfrentei a onda de pé, sem nunca antes ter surfado naquele mar. Vi pessoas puxando o tapete de outras, tentaram inclusive puxar o meu - e eu não fiz NADA- , deixei por conta do destino, vi pessoas caírem feio e sem sequer ralar os joelhos,  vi pessoas tropeçaram e se ralar inteiro.. Estive em todos os lados das muitas historias que presenciei,  paciente, esperei esse numero dizer algo bom. É meu caro, o rumo que a vida tomou esse ano foi completamente o oposto do que planejei me dei conta e decidi PARAR, foi quando aprendi a viver. 2010 com decepções, perdas, lágrimas,  discussões e historias. 2010 de aprendizado, nascimentos, sorrisos, reconciliações e vidasvividas. Não me iludo com a idéia de que o(s) próximo(s) anos será/serão diferentes, afinal a mudança não faz parte primeiramente de nós, é destino.
Desejo com as forças da minh'alma a todos vocês que  2011 seja SORRISOS, BOM HUMOR, FORÇA E MUITO AMOR. Não tenham medo de não saber dançar conforme a musica, jogue teu corpo na pista e apenas dance, convido vocês mais uma vez a viver, a cair também quando aquele rodopio não for perfeito. Que suas mentes estejam abertas, que carreguem tudo o que serviu como aprendizado, que passem a amar a vida, a respeitar o próximo como querem ser respeitados, que saibam lhe dar com as diferenças dentro e fora de vocês, as diferenças dentro e fora do outrem, que saibam perdoar e pedir perdão, que não guardem magoa nem rancor, que se não tiver nada de bom para falar simplesmente sejam calados por Deus. Abram bem todas as portas e janelas, deixe que pessoas passem por vocês e venham lhes visitar.  Procurem aquele amigo de infância, comecem algum curso ou algum Hobbie, não façam nada que seja destrutivo para o corpo. Não espere nada de ninguém, faça apenas  com amor. Cuidado com as palavras duras, elas ferem mais do que qualquer outra coisa. Cuidado ainda com o que deseja já que seus desejos podem se tornar reais. Não lute contra teus sentimentos, permita-se apenas! Se resolver olhar para trás que seja uma ‘olhadinha’ rápida, caso contrario, você correra um grande risco de dar com a cabeça na parede e  ralar a face. Seja GENEROSO e BONDOSO, pratique a gratidão.. Não perca horas na frente do PC. Esteja atento para perceber os sinais! Faça desse numero um momento FELIZ seja ganhador na mega sena da vida. Não olhe no relógio, apenas viva, você não precisa dele - exceto para despertar e um minuto antes da virada-.  Não desperdice energia, adquira novos hábitos alimentares,recicle , não viva no mundo de concreto somente, são deixe de desejar bom dia, mude os moveis de lugar, jogue fora tudo o que não tem mais utilidade, arrume o guarda roupas, brinque, tome banho de mangueira, acampe, pule nu em algum rio. Cometa algumas loucuras, sinta a adrenalina.  O que você quer que aconteça não depende primeiramente de você, mas você é peça fundamental – você atrai o que emana – então prenda o cabelo, coloque as luvas e mãos a obra, o trabalho que te espera é duro mas você não precisa descer do salto.
Que o numero 2 0 1 1 seja AMOR e SORRISO.