quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Olá, nós temos um corpo..

Muito embora nascemos convictos de que a cada segundo que passa estamos mais próximos da cessação definitiva dessa vida os homens a teme, e não pelo destino inevitável mas sim a forma como irá ocorrer. 
Falar sobre a morte é algo tão natural quanto falar sobre como fazer café, ao menos para mim, a diferença é que não suporto a ideia do café. 
Quando em meio a um diálogo por alguma razão mencionamos “morte” é notável o pasmo de algumas pessoas, logo pensam na desencarnação mas esquecem que a morte também pode ser de um hábito, de algum desejo que se manteve por anos. Percebesse que morremos e nascemos todos os dias é só prestar atenção no que dizemos ''estou morta de saudade, estou morta de fome, estou morta de cansaço'' e etc. 
Existem também pessoas que estão mortas vivas, essas são aquelas que deixam de viver, de sonhar, de lutar pelos ideais, de acreditar e padecem, vegetam mesmo quando não são dependentes de outrem. 
Mas me diz porque temer? Por que estar morto quando vivo? Acorda meu querido, ainda há um longo porém rápido caminho pela frente. Devemos estar preparados para dizer adeus e partir sim, mas devemos por esse motivo aproveitar a vida, a duração não é inquietante, você consegue entender? 
Particularmente falando, eu, quando tiver meus vários anos olharei para o céu e direi: ZELEI MEU CORPO, cuidei da matéria cujo qual habita minha alma, fui feliz e vivi bem, e que chegue a hora de desencarnar, partirei sorrindo, afinal não morremos de verdade, a partir desse desencarne voltamos ao nosso lugar, ao lar do espírito. Enquanto eu, Natallia, respirar vou me esforçar para nada fazer a contragosto.  Li a algum tempo uma frase que dizia: "NÃO TEMOS UMA ALMA, SOMOS UMA ALMA, O QUE TEMOS É UM CORPO'' e essa é a verdade que poucos reconhecem, por esta razão volto a dizer, cuide bem de si e seja feliz, não perca tempo sendo zumbi, faça o que te faz bem, faça bem e termine o que começa, não menospreze nada mesmo que não lhe agrade o que é necessidade para alguém que tem asco não será para outrem que quer. Quem recebe de bom grado o que lhe é outorgado evita a infelicidade de fazer o que não quer, logo, infelizes são os que se permitem a isso. 
Devemos pensar no 'fim' sem tristeza, afinal ele é o recomeço, temos que aprender a desejar o que as circunstâncias exigem de nós.  Sim, devemos nos preparar mais para a o desencarne do que para a vida, afinal estamos vivendo e é ao encontro da morte carnal que estamos indo. “... Nascer, morrer, renascer e progredir sempre, tal é a Lei”. (Allan Kardec) 
Por que viver em martírio, a vida é sorriso, só se pede uns segundinhos para melhorar um dia com um sorriso, porque se flagelar? Por que insistir em dizer que algo sempre parece lhe faltar, quando o que lhe falta de verdade é vontade de ser feliz? Sou nova, meados de 21 anos rs mas procuro pensar não somente com os órgãos, penso com a alma com o amor. Não são dias, meses, tão menos anos que nos fazem viver bem, tudo depende da alma, você precisa antes de mais nada ter disposição espiritual e se permitir ao amor este que lhe trará felicidade. Eu, não vivi o suficiente e por esse motivo não temo nem espero a morte – ainda-, há muito o que passar, há muito o que viver, por vezes necessito de uma dose extra de adrenalina e sim busco, quando estiver satisfeita com a minha vivência ao longo dos anos, sentarei numa cadeira velha de balanço, com minha caneca de leite ao lado, segurando a mão do meu amor e esperarei a partir dai por ela. 
Quando chegar a hora do meu Adeus direi, com todo e maior prazer afinal irei para o lugar que tanto espero, minha alma estará certa de que viveu o quanto era suficiente, viveu em harmonia corpo e alma. No desfecho estufarei meu peito olharei para o céu e agradecerei por todos os males que passei, todas as guerras que venci, todas as tempestades que não me molhei, estarei em paz comigo, meus pensamentos estarão plenos, estarei tranquila e em calmaria. O mal não se aproximará a partir dai, estarei segura de mim, saberei que fiz o meu melhor.  Minha missão estará cumprida, e estou quase convicta de qual seja aos 21 anos de idade. Estarei pronta pro recomeço, sorrindo, em júbilo, direi até logo aos meus amores e encontrarei os que estarão a minha espera, não prometo não derramar lagrimas, elas cairão sobre mim, encharcaram minha roupa talvez, mas será de muito obrigado a todos por viver e compartilhar o amor.

A vida passa célere, é feita de varias passagens, ela não para, exceto .. A história até pode cair em esquecimento MAS NUNCA MORRERÁ. O fim é o recomeço, é a volta para casa, não tema, não sofra, VIVA enquanto há tempo 


Nenhum comentário: