quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Cópia barata de um grande pensador W, Shakespeare


Descobri e aprendi...


Que não posso me perdoar verdadeiramente, posso me desculpar por ser tão errônea;
Que um abraço é melhor que uma carta quilométrica;
Que a minha felicidade escondia-se na alma, quando a encontrei nasci novamente;
Que quando uma criança segura meu dedo com sua pequena mão,  sinto a divindade de um anjo; 
Que nunca devo dizer a uma criança que seus sonhos são improváveis  ou impossíveis de acontecer;
Que devo aceitar tudo o que uma criança oferece mesmo que não tenha utilidade alguma;
Que setas indicam o caminho, mas a vida não é um desfile em tapete vermelho;
Que pré-conceito aprende-se; não nasce conosco;
Que dizer 'não' é uma escolha, aceitar o 'não' pode não ser;
A contar comigo mesma em todas as situações da minha vida;
Que amigos são insubstituíveis;
Que não existe UM GRANDE AMIGO, existem vários, cada qual em seu tempo;
Que a verdadeira amizade continua a crescer mesmo quando  longe um do outro;
Que o mesmo acontece com o amor;
Que a maior perda da vida é perder um amigo, sendo que, ambos estão vivos;
Que ser gentil é essencial;
Que o amor é demonstrado em diversas formas;
Que se uma pessoa me disser "ganhei meu dia contigo", terei ganhado o meu com ela;
Que adultos também precisam de colo;
Que crianças também precisam de chão;
Que o dinheiro compra matéria, não sentimentos;
Que acumular fortuna numa conta bancaria é tolice, já que no final gastarei com tudo o que posso fazer AGORA;
Que as coisas menos notáveis são as que mais me contentam e me encantam;
Que ignorar muda sim os fatos, piora-os;
Que o arco-íris só colore o céu depois da tempestade, o mesmo ocorre com a vida;
Que planejar o mal é desejar o próprio mal;
Que AMAR é...
Que o melhor caminho  que encontrei para a felicidade foi permitir-me primeiramente, e ter pessoas com quem pudesse/posso compartilhar;
Que toda pessoa (que conheço e desconheço) é digna do meu sorriso e da minha bondade;
Que a alegria aponta em diversos lugares; 
Que podemos meditar a qualquer momento, lugar e ocasião;
Que olhar no relógio é atrasar a vida;
Que damos valor a entes somente quando os perdemos;
A amar incondicionalmente minha família, mesmo mantendo determinada distancia de laços familiares;
Que tenho o direito de me irritar, mas não tenho o direito de ser cruel com outrem;
Que devo inclusive engolir as palavras duras e cruéis;
Que as lagrimas que derramam por mim, dói em mim;
Que o sorriso faz parte da minha existência;
E o erro também;
Que sabedoria se adquire;
Que tempo não se desperdiça;
Que 'sonhos' tem uma linguagem própria;
Que 'sonhos' não são impossíveis;
Que viver é melhor que sonhar;
Que o mundo não é um bom lugar para pessoas ingênuas;
Que vigiar minhas atitudes não me satisfaz, porém me faz melhor;
Que a paixões passam como tudo na vida por isso é bom ter alguma coisa no bolso  para substituí-la;
Que usar filtro solar realmente é necessário;
Que drogas são destrutivas;
Animais me trazem sentimentos maravilhosos, contentamento;
Que o amor não é feito de momentos felizes somente, nem em contos de fadas isso ocorre;
Que amar é nos doar;
Que a natureza é minha calmaria;
Que meus olhos dizem mais que minhas palavras. E me entregam;
Que minhas atitudes comprovam e provam o que digo.

O amor passa por nós algumas vezes, nos vigia, mas só no momento certo nos ocorre, não é mesmo Paula? 

Aprendi finalmente (mas não o suficiente) que sou nova , somos novos e seremos enquanto quisermos, eu particularmente tenho muito que viver para então usar tal vivencia e aprendizado como ensinamento. De uma coisa tenho convicção, não devemos limitar nossos conhecimentos, nossos sentimentos, nossos ‘eu’s’, amar é viver e VIVER É AMAR.. De nada adianta ser instruído a vida se não ralarmos os joelhos no caminho.

Temos dois pés e temos ciência disso, alguém pode então me explicar donde vêm essa ânsia de querer dar dois passos com o mesmo pé?




Nenhum comentário: